Um Dia de Cão (Dog Day Afternoon, 1975)

by

um-dia-decao

Por Bruno Pongas

Sidney Lumet possui um talento explendoroso como diretor. Algo que chama atenção em algumas de suas obras é o fato de se abordar temas em que a ambientação é praticamente a mesma durante a maioria do tempo; ou seja, sua habilidade lhe propicia grandes obras com espaços e ambientes reduzidos.

Seu melhor trabalho nesse formato é o clássico 12 Homens e uma Sentença, de 1957. A história gira em torno de um julgamento em que 12 jurados tem que decidir o veredicto de um caso aparentemente óbvio. Aqui, Lumet gasta os pouco mais de 90 minutos da trama em uma sala fechada – que passa uma sensação inquietante e caustrofóbica. O mérito de Lumet, então, é conseguir mantêr o ritmo e instigar o espectador durante todo o tempo.

O mesmo modelo – com suas devidas diferenças – é adotado no posterior Um Dia de Cão, de 1975. Na trama, baseada em fatos reais, três criminosos planejam um assalto a banco em um dia quente e sufocante na cidade de Nova York. No entanto, mal sabem eles o inferno que está para acontecer conforme as coisas começam a fugir do controle.

Com um roteiro ágil, Um Dia de Cão consegue segurar o espectador do início ao fim. Por mais que o ambiente seja o mesmo por quase todo o longa, em nenhum momento ele se torna desinteressante e muito menos chato – o que é um grande mérito. Destaque também para as subtramas, que aqui são muito bem construídas e reveladoras – o filme vai muito além de um simples assalto a banco sem propósito nem fundamento.

Os personagens – pelo menos o principal – têm seus conflitos e personalidades muito bem trabalhados, o que ajuda no desenvolvimento da trama em si. Aqui, um ponto de apoio importante é o alto nível dos diálogos – que foram tratados com muito cuidado. Para incrementar, o que dá aquele toque especial é a atuação do elenco, sobretudo de Al Pacino e John Cazale. Pacino se destaca como um homem cheio de conflitos – grande parte deles imprevisíveis e reveladores -, por vezes confuso e deslumbrado com toda a situação, mas com pulso firme para tomar suas decisões e fazer suas exigências. John Cazale – conhecido pelos papéis no clássico O Poderoso Chefão -, por sua vez, nos brinda com um desempenho excelente – que muito me lembrou Anton Chigurh – personagem interpretado por Javier Barden em Onde os Fracos Não Têm Vez.

Em suma, Um Dia de Cão é mais uma obra-prima do genial diretor Sidney Lumet. Ao meu ver, ainda inferior à 12 Homens e Uma Sentença, mas tão angustiante e bem climatizado quanto. Com o longa, Lumet conseguiria na época sua terceira indicação ao Oscar. Ao longo de sua carreira, o diretor foi indicado por quatro oportunidades ao prêmio da academia, mas bateu na trave em todas elas. Em 2007, Lumet deu provas de que ainda pode dirigir em alto nível ao apresentar a trama Antes Que o Diabo Saiba Que Você Está Morto, que conta com um ótimo elenco, encabeçado por Philip Seymour Hoffman.

Minha Nota: 9.0 

Direção: Sidney Lumet
Gênero: Ação/Policial
Duração: 120 minutos
Elenco: Al Pacino, John Cazale, Penelope Allen, Sully Boyar, Carol Kane , John Marriott, Gary Springer, Charles Durning, Chris Sarandon

Anúncios

Tags: , , ,

6 Respostas to “Um Dia de Cão (Dog Day Afternoon, 1975)”

  1. Leka Says:

    O filme vai muito além de um filme angustiante de suspense/ação e abrange diversas questões:
    as bancárias mal pagas que se unem aos bandidos, o indivíduo matratado que vira criminoso por ocasião, o comportamento inconstante da polícia e a mídia manipuladora.

  2. O Cara da Locadora Says:

    Filme perfeito, não? Engraçado é o motivo que os leva a lá, não??? Sempre que lembro desse filme me entirsteço com a morte prematura de John Cazale…

  3. Dani Says:

    Nossa, vi esse filme há pouco tempo também, e também amei!! O Lumet é incrível. Fora que repete a dupla Al Pacino e John Cazale, que fazem irmãos no Poderoso Chefão. Ambos ótimos.
    Sabia que a cena do telefonema (o diálogo) entre o Pacino e a “namorada” foi toda improvisada?

  4. Bruno Pongas Says:

    Eu li isso em uma crítica. Realmente o Lumet é excelente, um dos meus preferidos…

  5. Red Dust Says:

    É um belo filme que realmente vai muito além do mero assalto ao banco. As interpretações de Pacino e Cazale são fantásticas.

    Abraço.

  6. Just Daniel Says:

    Attica! Attica!!

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: