Sete Vidas (Seven Pounds, 2008)

by

sete

Por Bruno Pongas

Will Smith volta às telonas mais uma vez. Após arrecadar milhões com os blockbusters Eu sou a Lenda e Hancock, Smith volta a fazer drama com o irregular Sete Vidas. É inegável que o astro de Hollywood tem talento, e isso foi mais do que provado em Ali – que lhe rendeu uma indicação para o Oscar de 2001 – e no já citado Eu sou a Lenda.

Smith se acostumou a fazer dramas, e a partir do momento que descobriu seu talento para a coisa, passou a fazer um atrás do outro – obviamente isso não garante a qualidade de seus filmes.

Em Sete Vidas Smith revive a parceria de sucesso com o diretor italiano Gabriele Muccino, que o havia dirigido em À Procura da Felicidade – também indicado ao Oscar de melhor ator. Podemos dizer que o novo “arrasa quarteirões” de Will Smith não é um desastre – principalmente pelas sólidas atuações do trio principal, que ainda conta com Rosario Dawson e Woody Harrelson.

O roteiro é muitíssimo interessante, mas a opção de desconstruí-lo ao longo da trama seria boa apenas se ele fosse melhor trabalhado; ou seja, é um bom roteiro, só que mal executado. O desenrolar da história é lento e tediante, o que chateia um pouco o espectador, pois falta aquele suspense que faça o público se prender totalmente ao filme. O final, apesar de previsível para os mais atentos, é em certo ponto revelador – de longe a parte mais impactante da nova empreitada de Will Smith.

A tal jornada de redenção pela qual passa Ben Thomas – personagem de Smith – me pareceu um tanto quanto forçada; é claro que ele cometeu um erro gravíssimo no passado e tenta recompensá-lo no futuro; no entanto, a maneira pela qual ele tenta se redimir soou um pouco exagerada. É claro que cada um enxerga as coisas de uma determinada maneira, ainda mais carregando o peso de algo grave no passado, mas creio que ninguém faria o que Thomas faz durante a trama.

Sete Vidas não é um bom filme, pois peca em diversos aspectos; entretanto, também não é dispensável. Saí do cinema com a sensação de uma excelente história, mas que se melhor trabalhada, poderia ser muito mais do que se apresentou no produto final.

Minha Nota: 5.5

Direção: Gabriele Muccino
Gênero: Drama
Duração: 123 minutos
Elenco: Will Smith, Rosario Dawson, Woody Harrelson, Barry Pepper, Madison Pettis, Bill Smitrovich, Sarah Jane Morris, Michael Ealy, Elpidia Carrillo.

Anúncios

Tags: , , , ,

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: