O Curioso Caso de Benjamin Button (Curious Case of Benjamin Button, The, 2008)

by

button

Por Bruno Pongas

David Fincher parece ser daquelas pessoas difíceis de lidar. Egocêntrico, teimoso e perfeccionista – o que pode ser considerado uma qualidade tratanto-se de um cineasta. Ao longo de sua carreira, Fincher nos apresentou obras de extrema qualidade.

Seu primeiro grande trabalho foi o excelente suspense Seven – Os Sete Crimes Capitais (1995); despontava aí um jovem e competente diretor. Com o passar dos anos, Fincher se aperfeiçoou, amadureceu e conseguiu lançar sua obra-prima, tida como uma das melhores da história do cinema. Clube da Luta fez pouco alarde no ano em que foi lançado (1999), passou longe das premiações e não teve uma bilheteria arrebatadora; no entanto, o reconhecimento veio alguns anos depois.

Mantendo a regularidade da carreira – que aliás é invejável – Fincher lançou em 2007 o competente Zodíaco. Criticado por uns e adorado por outros – assim como seu diretor – Zodíaco foi considerado pela crítica mais um ótimo filme do cineasta. Mesmo suas obras mais descontraídas e “bobinhas” são interessantes – caso de O Quarto do Pânico, que apesar de ideologicamente nulo, transmite certa tensão.

O Curioso Caso de Benjamin Button era um filme muito aguardado. Muita expectativa se criou por ser o novo trabalho de David Fincher e por contar com dois atores em excelente fase no elenco principal. Tanto Brad Pitt quanto Cate Blanchett tem emplacado grandes filmes em sequência, o que lhes credencia como dois dos principais ícones da Hollywood atual.

Cartas na mesa, o longa tinha tudo para ser um grande sucesso – e realmente foi. A principio, as quase três horas de filme podem assustar alguns; e de fato, um roteiro ruim dificilmente conseguiria mantêr o nível durante tanto tempo. Com tanta história pra contar, confesso que senti uma pequena quebra de ritmo pouco antes da trama atingir sua metade – absolutamente normal. No entanto, a tal quebra passa despercebida diante de tanta beleza e sensibilidade empregadas na obra.

O Curioso Caso de Benjamin Button é uma fábula de amor encantadora e muito bem contada; a história é daquelas que nos faz pensar sobre a vida e refletir diante de nossas conquistas, atitudes e capacidades. Nada é impossível aos olhos de quem ama e acredita – e por mais que isso soe piegas, é contado de uma maneira maravilhosa e emocionante.

O elenco, como já era de se esperar, tem desempenho de primeira. Contudo, nenhum dos superstars rouba a cena. Brad Pitt mantêm o nível de sempre, embora ao meu ver, ache que foi aquém de outros trabalhos – sendo assim, creio que ele caiu de pára-quedas na disputa da estatueta de melhor ator. Cate Blanchett também esbanja o talento e a beleza de sempre – pena que ela aparece somente na metade final da trama. Quem rouba a cena, no entanto, é a menos conhecida Taraji P. Henson. Na pele da hospitaleira Queenie, Henson simplesmente dá um show em cena, dá gosto de vê-la atuar e cada vez que ela aparece é como se fosse um colírio para os olhos do espectador – sem dúvidas foi merecidíssima sua escolha para disputar o Oscar de melhor atriz coadjuvante.

David Fincher surge com uma nova obra e mais uma vez ele brinda os cinéfilos com um excelente trabalho. Talvez um pouco superestimado mas ainda assim um dos melhores filmes que eu vi nos últimos tempos. É praticamente impossível ver o longa sem se emocionar; é praticamente impossível sair ileso em meio a essa fantástica história de amor e vida.

Minha Nota: 9.0

Direção: David Fincher
Gênero: Drama/Romance
Duração: 167 minutos
Elenco: Brad Pitt, Cate Blanchett, Kimberly Scott, Jason Flemyng, Taraji P. Henson, Tilda Swinton.

Anúncios

Tags: , , ,

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: