Foi Apenas Um Sonho (Revolutionary Road, 2008)

by

revolutionaryroad_10

Por Bruno Pongas

Sam Mendes é dono de uma curta porém premiada carreira. O diretor estreou com tudo em Hollywood; em 1999 ganhou o Oscar pelo aclamado Beleza Americana – o que lhe garantiu o status de diretor promissor.

Nos seus dois filmes seguintes, Mendes conseguiu mantêr o nível; tanto no estelar Estrada Para Perdição quanto no competente Soldado Anônimo, que critica com acidez os movimentos de guerra no Iraque.

Muito se esperou em torno da nova empreitada do diretor, seja pelo fato de ser possivelmente mais uma grande obra ou pelo fato de contar com nada mais nada menos que Leonardo DiCaprio e Kate Winslet. O casal meloso de Titanic volta a contracenar 12 anos depois da premiada obra de James Cameron.

Antes de qualquer coisa, é bom registrar que mais uma vez o título em português estraga muito da graça do filme. Foi Apenas Um Sonho é altamente revelador e conta toda a história da trama em apenas uma frase. Diferentemente de Revolutionary Road, título em Inglês e nome do bairro em que o casal vive na ficção – detalhe para o contraste do título com o destino dos personagens; bem mais original.

Como já deu para perceber, Foi Apenas Um Sonho tinha tudo para ser uma grande obra; diretor premiado, elenco em ótima forma, história interessante e indicações para o Globo de Ouro. Contudo, Mendes falhou e esbarrou na mediocridade – o pouco reconhecimento da academia, embora muitas vezes isso não seja parâmetro para nada, comprova esse fato.

Parece que o romance de David Yates foi mais difícil de se adaptar do que o esperado; Mendes de longe lembra seus últimos filmes. A história é interessante, como já citado – um casal da classe média americana se vê em crise após cair na monótona rotina; no entanto, a direção pouco inspirada faz a trama se perder em alguns momentos.

Acho curioso o fato de Sam Mendes tratar de situações e pessoas sempre com extremos. Assim foi em Beleza Americana e agora também; o casal Wheeler (DiCaprio e Winslet) é o cúmulo do extremo; ambos são completamente doidos, românticos porém desequilibrados. As discussões entre os dois são tantas que acabam se tornando vulgares e sem graça ao longo do filme. Tudo é motivo para brigar e todas as desavenças tomam proporções colossais, com direito a gritarias e objetos quebrados pelo caminho. Que me desculpem os histéricos de plantão, mas essas atitudes não são nem um pouco comuns em um mundo normal e saudável. O diretor exagerou no retrato, as atitudes do casal são tão extremas que na maioria das vezes acabam provocando risos da platéia.

Aqueles que poderiam salvar o filme, leia-se Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, naufragam junto com todo o resto. Ambos são ótimos atores e já provaram isso ao longo de suas carreiras; só que em Foi Apenas Um Sonho os dois parecem muito artificiais. É bem verdade que as brigas são impactantes, mas quase nenhuma delas parece verdadeira, nenhuma realmente convence quem está assistindo.

Apesar de apenas falar mal da trama, é importante ressaltar que Foi Apenas Um Sonho não é uma experiência terrível, mas sim decepcionante por toda a expectativa gerada em torno do longa. No mais, destaque para a excelente trilha sonora e o belo figurino.

Minha Nota: 6.5

Direção: Sam Mendes
Gênero: Drama
Duração: 119 minutos
Elenco: Kate Winslet, Leonardo DiCaprio, Kathy Bates, Michael Shannon, Zoe Kazan, David Harbour.
Anúncios

Tags: , ,

3 Respostas to “Foi Apenas Um Sonho (Revolutionary Road, 2008)”

  1. Luís Says:

    Permita-me discordar (quase) totalmente.
    Achei as interpretações realmente ótimas e acredito que os atores principais tenham feito um excelente trabalho. Admito que não é um grande filme, certamente não tem as mesmas proporções que os filmes anteriores do diretor, como Beleza Americana. Logo, o meu grande elogio vai somente à atuação, não ao filme como um todo.

  2. para kazan Says:

    thank you for this information.

  3. pilarcoutinho Says:

    Acho que pensar que em um mundo normal e saudável é se afastar da realidade. O mundo não é saudável nem normal. Brigas daqueles tipos existem e são causadas por uma situação de tensão e infelicidade que qualquer casal, em certas circunstâncias, pode atingir.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: