A Lenda de Beowulf (Beowulf, 2007)

by

beowulf_1

Por Bruno Pongas

Me assustei logo de cara quando fui assistir A Lenda de Beowulf. Estava lá, sentado num banco junto com minha namorada. Ao nosso lado, uma simpática senhora. Quando ela percebeu que conversávamos sobre filme/faculdade, se intrometeu gentilmente no assunto. Nos perguntou que filme assistiríamos e achou legal o fato de sermos ‘Jornalistas’ porque, afinal, ela também era uma das nossas. Começou a conversar conosco, disse que era uma crítica de cinema e que já havia visto milhões de filmes… blá, blá, blá. Onde eu quero chegar? Enrolei tudo isso para dizer que ela falou muito mal do filme em questão, ao ponto de quase fazer eu me arrepender por ter comprado o ingresso.
.
Ainda bem que não segui os conselhos da velhinha, pois de ruim, A Lenda de Beowulf não tem nada! O filme é baseado no poema épico anglo-saxônico Beowulf, e toda a fantasia, dirigida por Robert Zemeckis (Forrest Gump e O Náufrago), rende um bom entretenimento.

Zemeckis, conhecido por inovar em seus filmes (Uma Cilada Para Roger Rabbit e O Expresso Polar), usa em Beowulf uma técnica interessante chamada ‘Performance Capture’, que consiste em capturar a ação dos atores nos míminos detalhes para depois transpô-los em animação. É inegável que a inovação deixa o filme interessante e curioso mas, tenho certeza que o produto final seria ainda melhor se a tal técnica não fosse empregada – afinal, quem não prefere ver uma Angelina Jolie real à uma Jolie ‘computadorizada’?

Repleto de imagens bonitas, A Lenda de Beowulf é um filme que convence. Passa longe de ser excelente, todavia, é diversão garantida para quem gosta, e até pra quem não gosta do gênero. Li outra crítica por aí dizendo que Beowulf (Ray Winstone) não era um ‘herói’ carismático, e não se identificava nem um pouco com o público ao ponto de fazer o espectador torcer ou ficar nervoso com o seu destino. Particularmente, eu discordo. Além de achar que Winstone teve uma bela atuação como Beowulf, me identifiquei sim com a personagem vivida por ele. Tudo bem, ele é rústico, troglodita e mal educado, mas no final das contas até que acaba sendo simpático.

Só para situar um pouco o leitor, Grendel é um demônio que aterroriza a pequena cidade reinada por Hrothgar (Anthony Hopkins). Com isso, o rei estipula uma recompensa para quem o matar: é aí que surge Beowulf e sua trupe. Eles conseguem matar o demônio mas, enfurecida, a mãe de Grendel (Angelina Jolie) surge para tentar vingança. A trama ainda conta com algumas revelações surpreendentes, que me fazem duvidar se o filme que a senhora crítica viu foi o mesmo que eu vi e adorei.
.
Minha Nota: 7.0

Direção: Robert Zemeckis
Gênero: Aventura
Duração: 113 minutos
Elenco: Angelina Jolie, Anthony Hopkins, Sharisse Baker-Bernard, Jacquie Barnbrook, Richard Burns, Chris Coppola, Shay Duffin, Greg Ellis, Brendan Gleeson e Crispin Glover

Anúncios

Tags: , , , ,

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: